Candidaturas abertas para Cursos Técnicos Superiores Profissionais no Politécnico do Cávado e Ave

Cursos Técnicos Superiores Profissionais no IPCA

Estão abertas as candidaturas aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) no Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA). São 1462 vagas para 32 CTeSP nas áreas da Gestão, Design, Tecnologia, Hotelaria e Turismo. 

Há 9 novos cursos no Instituto Politécnico com sede em Barcelos, no distrito de Braga, para o ano letivo 2021/2022, segundo um comunicado da instituição.

Estes novos cursos CTeSP são nas áreas da Assessoria e Comunicação Empresarial, do Audiovisual Digital, do Marketing Digital e Social Media. Mas também no setor da Moldação de Plásticos por Injeção, da Robótica Colaborativa, da Inteligência Industrial e da Segurança e Proteção de Dados.

Mas entre os novos cursos, há três que ainda aguardam a aprovação pela Direção-Geral do Ensino Superior. Esses cursos são de Gestão Desportiva, Inovação Alimentar e Artes Culinárias e Preparação e Gestão de Obra.

O IPCA anuncia ainda um “reforço da oferta educativa em regime pós-laboral”, de acordo com o referido comunicado. 

O “aumento de cursos em horário pós-laboral visa dar a possibilidade de formação a pessoas ativas”, explica o diretor da Escola Técnica Superior Profissional (ETeSP) do IPCA, Filipe Chaves, no mesmo comunicado. Portanto, destinam-se a “jovens trabalhadores-estudantes” ou a “profissionais experientes que pretendam melhorar as suas competências e reciclar conhecimentos”, acrescenta.

O que são os Cursos Técnicos Superiores Profissionais

Os CTeSP são um tipo de formação superior de curta duração que assenta na componente prática. Assim, têm a duração de dois anos letivos, incluindo seis meses de estágio numa empresa.

Portanto, após a conclusão da formação, o aluno obtém um diploma de técnico superior profissional de nível 5. Desse modo, pode aceder a uma licenciatura e/ou mestrado através de um concurso especial.

Contudo, os CTeSP “estão pensados para promoverem a rápida integração dos estudantes no mercado de trabalho”, como destaca Filipe Chaves. Mas também ajudam as empresas a encontrarem “profissionais com o perfil desejado”, diz ainda.

A abertura desses cursos “resulta sempre de um trabalho prévio no terreno”, pois é preciso “verificar quais são as necessidades das empresas”, nota ainda o diretor da ETeSP.

Assim, a oferta educativa é ajustada à realidade do mercado, o que aumenta as possibilidades de os estudantes encontrarem emprego.

Aulas práticas decorrem em empresas

Além disso, alguns cursos decorrem em parceria com empresas. Portanto, a componente prática realiza-se nas instalações destas. Assim acontece com o CTeSP em Soldadura Avançada, “cujas aulas práticas são lecionadas na Bysteel do DST Group”, revela ainda Filipe Chaves.

Os CTeSP são lecionados no Campus do IPCA, em Barcelos, bem como em Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão. Contudo, está prevista a abertura de três destes cursos em Esposende no próximo ano letivo.

A grande maioria dos novos CTeSP foi preparada “em parceria muito direta com empresas”, segundo o IPCA. Assim, as aulas práticas serão nas instalações dessas empresas, o que é uma mais valia para a formação prática dos alunos.

Desse modo, as aulas práticas do curso de Moldação de Polímeros por Injeção vão decorrer na InovePlástica. Já as aulas de Gestão e Preparação de Obra serão no DST Group e as de Gestão Desportiva realizar-se-ão no Multiusos de Guimarães.

As candidaturas aos CTeSP do IPCA decorrem até 10 de agosto e são feitas apenas por via online. Consulte todas as informações para isso no site do IPCA.

Artigo redigido com base em informações do Gabinete de Comunicação e Imagem do IPCA.

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top