Estão abertas as candidaturas às Escolas do Turismo de Portugal

Escolas de Turismo de Portugal

Já abriram as candidaturas aos cursos das Escolas do Turismo de Portugal. O processo pode ser feito online, de forma gratuita, até ao próximo dia 20 de julho.

Os alunos nacionais e internacionais interessados podem fazer a sua candidatura através do site das redes de Escolas do Turismo de Portugal.

A primeira fase de candidaturas para o ano letivo 2021/2022 arrancou a 1 de junho e decorre até ao dia 20 de julho de 2021.

A oferta de cursos passa, sobretudo, pelas áreas da restauração, da cozinha, do turismo e da hotelaria. No último ano, 93% dos candidatos conseguiram colocação na sua primeira opção.

A rede de escolas oferece cursos de nível IV com dupla certificação, para alunos com o 9º ano. Mas também abrange o nível V, ou seja, os chamados cursos de Especialização Tecnológica. Além disso, ainda tem várias opções de formação contínua.

Assim, as escolas da rede do Turismo de Portugal são uma ótima escolha para quem pretende seguir áreas que exigem uma formação mais prática. Estamos a falar, por exemplo, de profissões como Cozinheiro ou Chefe de Cozinha, Pasteleiro, Padeiro, Escanção, Barman e Empregado de Mesa.

Nos últimos anos, as escolas da rede têm apostado no desenvolvimento de cursos na área do Turismo. Um reflexo do crescimento das oportunidades de emprego em setores como o Enoturismo, o Ecoturismo e o Turismo Equestre.

As 12 escolas da Rede do Turismo de Portugal situam-se em cidades de norte a sul do país. Assim, estão em Viana do Castelo, Porto, Lamego, Coimbra, Caldas da Rainha e Óbidos, Estoril, Lisboa, Portalegre, Setúbal, Vila Real de Santo António, Portimão e Faro.

Escolas do Turismo de Portugal com alta empregabilidade

A formação assenta em “programas curriculares adaptados às exigências do mercado”, como se explica no site oficial da rede de escolas. Desse modo, os jovens ficam mais bem preparados para abraçarem o seu primeiro emprego.

A taxa de emprego dos estudantes da rede escolar é de 90% “seis meses após a conclusão do curso”. Mas a maioria “encontrou uma colocação em menos de 3 meses”, ainda segundo a mesma fonte.

De notar também que “19,4%” dos alunos encontraram o primeiro emprego nos locais onde realizaram o estágio curricular, aponta igualmente a rede escolar.

Os cursos assentam numa “sólida preparação técnica” e no “desenvolvimento de competências pessoais e socio-emocionais”, as chamadas “soft skills“. Deste modo, os estudantes obtêm uma preparação global para o mercado de trabalho.

No próximo ano letivo, a rede escolar vai manter a aposta no ensino à distância em todos os cursos de especialização tecnológica. Portanto, a educação à distância ocupará “15% a 20% da carga horária teórica”, segundo se revela no site oficial.

Nas Escolas do Turismo de Portugal formam-se, todos os anos, cerca de 3 mil alunos. Mas também há cerca de 5 mil profissionais do setor que, em todos os anos letivos, reforçam os seus saberes na rede escolar.

Deixa o teu testemunho

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top