Queres fazer um voo em gravidade zero? Candidata-te na Portugal Space

Voo em gravidade zero - Portugal Space
Profissões Relacionadas

Estão abertas as candidaturas para os estudantes do Ensino Superior que queiram voar em gravidade zero com a Agência Espacial Portuguesa – Portugal Space. As inscrições podem ser feitas até 28 de outubro. Vê tudo sobre como concorrer.

A Agência Espacial Portuguesa – Portugal Space (AEP) lança um desafio aos estudantes universitários portugueses para participarem num “voo parabólico”.

Assim, os alunos do Ensino Superior podem apresentar projetos científicos para testar os efeitos da microgravidade nas mais diversas áreas.

As candidaturas decorrem até 28 de outubro e a inscrição pode ser feita aqui.

Os três vencedores escolhidos serão divulgados a 29 de Novembro de 2021.

  • Vê também como podes tornar-te Astronauta.
  • Como vai ser o voo em gravidade zero com a Portugal Space?

    O “voo parabólico” será realizado a bordo do Airbus A310-OG, na cidade francesa de Mérignac, entre o fim de setembro e o início de outubro de 2022.

    O Airbus A310-OG “permite a realização de manobras específicas, chamadas de parábolas” e, portanto, “possibilita aos passageiros experienciarem até 22 segundos de gravidade reduzida ou microgravidade”, como explica a AEP.

    Este voo parabólico vai decorrer em três fases.

    “Na primeira, o Airbus A310-OG atinge a sua velocidade máxima, de 830 quilómetros por hora, acelerando em 1.8 vezes a aceleração da gravidade no solo durante 20 segundos”, aponta a Portugal Space. “Nesse momento, os tripulantes sentem quase o dobro do seu peso”, esclarece ainda.

    “Depois, com a aeronave nuns precisos 47 graus de inclinação, inicia-se a segunda fase — e é aqui que o impulso do avião é reduzido a quase zero, para que o avião descreva, então, uma parábola”, continua a agência.

    Em “sentido ascendente, o Airbus atinge um ponto de inflexão para depois começar uma descida vertiginosa, que dura 20 segundos”, prossegue a Portugal Space. E “é nesse momento que os passageiros flutuam, uma vez que este movimento de queda livre do avião resulta numa ausência de peso”.

    Após essa fase, “o piloto estabiliza o avião para que este retome o voo horizontal”, conclui a Portugal Space.

    Vê o que podes esperar desta aventura…

    “Criar oportunidades” para os estudantes

    O desafio integra a iniciativa Saison Croisée — Temporada Cruzada numa parceria entre a AEP e o Centro Nacional de Estudos Espaciais (CNES) de França. O objetivo é “estimular a interação entre alunos e investigadores dos dois países”, como explica a Portugal Space.

    A AEP nota ainda que se pretendem “criar oportunidades” para que os estudantes portugueses desenvolvam “investigação”. Mas, além disso, também se pretende apostar no crescimento do sector espacial em Portugal.

    Áreas como a Engenharia Aeronáutica, ou a Engenharia Aeroespacial, estão em amplo crescimento e são, portanto, excelentes carreiras profissionais de futuro.

    A investigação em microgravidade é “uma das apostas da AEP”, como explica a responsável de Educação e Ciência da agência, Marta Gonçalves. Trata-se de uma vertente com “enorme potencial no desenvolvimento de aplicações médicas, de produtos farmacêuticos, processos biológicos, novos materiais entre muitos outros”, acrescenta a responsável.

    Leave a Comment

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    Scroll to Top