Sabes quais são as profissões que mais geram empregos na União Europeia?

Profissões que mais geram empregos na UE

O mercado de trabalho está em constante mudança, mas sabes quais são as profissões que mais geram empregos na União Europeia? Eis uma lista com dez áreas promissoras neste âmbito…

Como sabes, os últimos tempos têm sido marcados por mudanças significativas no mercado de trabalho. A pandemia de covid-19 acelerou algumas mudanças que eram esperadas, contribuindo, por exemplo, para o desenvolvimento do e-Commerce.

No período mais grave da pandemia que confinou o mundo, algumas das profissões mais procuradas foram precisamente no universo online. E houve também uma óbvia procura por Médicos e profissionais de Enfermagem.

Contudo, nem só essas são áreas do presente e com futuro. Podes até ficar surpreendido com a lista das profissões que mais geram empregos na União Europeia (UE) na atualidade. E algumas estão relacionadas com as mudanças promovidas pela covid-19, mas nem todas resultam desse “papão” que mudou o mundo.

Assim, fica a conhecer o top das profissões que mais têm crescido na UE, em termos de empregabilidade, entre 2021 e 2022, com base em dados da ISCO (International Standard Classification of Occupations ou Classificação Internacional Padrão de Ocupações) divulgados pelo Eurostat.

Profissões que mais geram empregos na UE

A profissão que teve um maior aumento percentual de empregos na UE, durante o primeiro trimestre de 2021 e o mesmo período de 2022, foi a de Ajudante de Cozinha. Estamos a falar de um aumento de 25,1%, com quase 1,4 milhão de pessoas empregadas nos primeiros três meses deste ano, segundo refere o Eurostat.

O segundo maior aumento verificou-se na área dos serviços pessoais. Assim, profissões como Motorista, Guia Intérprete, Empregado de Mesa e Barman, ou ainda Cabeleireiro, Esteticista e pessoal de Limpeza, estão também em alta.

O setor dos serviços pessoais empregava 7,6 milhões de pessoas no primeiro trimestre de 2022.

A supremacia dos dados

Na lista elaborada pela ISCO com as profissões que mais cresceram na UE, surgem ainda as Tecnologias da Informação e da Comunicação. Está em causa uma subida de 4,1 para 4,5 milhões de pessoas empregadas neste setor entre 2021 e 2022.

Nesta área, é preciso realçar os profissionais que trabalham com Bancos de Dados e Redes e que têm tido grande procura. Exemplos disso são o Engenheiro de Dados e o Analista de Dados, mas também o Cientista de Dados e o Jornalista de Dados.

Os Desenvolvedores de Software, tal como as diversas áreas da Engenharia de Software, tiveram também um aumento significativo no número de empregos criados. Destaca-se, neste campo, tudo o que seja a criação e aperfeiçoamento de aplicações móveis, pois as pessoas usam, cada vez mais, o telemóvel para aceder à Internet.

Lê também: “Sabes o que é A Grande Demissão? Vê como afeta o trabalho (e porque até Beyoncé a canta)

As profissões relacionadas com os sectores Legal, Social e Cultural, bem como com a Hospitalidade e o Retalho, tiveram aumentos da ordem dos 9% na empregabilidade. Neste âmbito, estão em causa trabalhos no mundo Hoteleiro e no Comércio, tanto online como offline.

Já as profissões do universo dos Negócios e da Administração tiveram uma subida de 7,4% nos empregos criados. Por outro lado, os empregos para Artesãos e para trabalhadores da área da Impressão aumentaram em 6,7% entre 2021 e os primeiros meses de 2022.

Também houve aumentos da ordem dos 5% nos empregos para profissionais dos setores da Ciência, das Engenharias, bem como nas áreas dos Gerentes de Produção e Serviços Especializados.

Top 10 das áreas profissionais que mais geram empregos na UE

Assim, confirma o top 10 das ocupações que mais cresceram na UE entre o primeiro trimestre de 2021 e o mesmo período de 2022:

  • 1 – Assistentes de Preparação de Comida – Aumento de 25,1%
  • 2 – Trabalhadores de Serviços Pessoais – Aumento de 15,6%
  • 3 – Profissionais de Tecnologias de Informação e Comunicação – Aumento de 9,6%
  • 4 – Profissionais das áreas Legal, Social, Cultural e Associadas – Aumento de 9,4%
  • 5 – Hospitalidade, Retalho e outros Gerentes de Serviços – Aumento de 9,1%
  • 6 – Profissionais de Negócios e Administração – Aumento de 7,4%
  • 7 – Trabalhares de Artesanato e Impressão – Aumento de 6,7%
  • 8 – Técnicos de Informação e Comunicação – Aumento de 5,9%
  • 9 – Profissionais de Ciências e Engenharias – Aumento de 5,7%
  • 10 – Gerentes de Produção e Serviços Especializados – Aumento de 5,3%.

No extremo oposto, as maiores quedas em termos de empregos criados foram em profissões como Agricultor, Pescador e no setor Florestal. Neste âmbito, estamos perante uma descida de 12,6% no número de pessoas empregadas.

Aproveita para descobrir “9 Profissões do Futuro que vieram para ficar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima