Sabes quanto vales no mercado de trabalho? Vê se o teu salário é justo

Sabes quanto vales no mercado de trabalho?

Tens uma ideia clara de qual é o salário justo que devias ganhar? Descobre como podes saber quanto vales, afinal, no mercado de trabalho…

No mercado de trabalho, cada profissional é um “produto” que é avaliado em comparação com os demais. Assim, todos os trabalhadores têm um determinado valor de mercado, conforme as suas competências e qualificações.

Ter consciência desta realidade é essencial para perceber, por exemplo, se estamos a receber o salário merecido e, logo, se poderemos pedir um aumento.

Na verdade, muitos de nós não sabemos sequer quanto é que os nossos colegas que fazem o mesmo trabalho ganham. Assim, é difícil entender se o que nos pagam é justo ou não.

Da mesma forma, quando um potencial empregador nos questiona sobre quais são as nossas expetativas em termos salariais, nem sempre é fácil dar um número concreto.

A boa notícia é que há formas de calcular o nosso valor de mercado. Eis como o podes fazer com estas quatro dicas…

Que fatores afetam o teu valor de mercado?

Em primeiro lugar, tens de entender que há vários fatores que influenciam o teu potencial como trabalhador perante as empresas, e também face aos demais candidatos a emprego.

O primeiro desses fatores é o teu nível de formação e de qualificação. Ter um curso superior pode aumentar o teu valor de mercado, bem como reunir certificações em áreas decisivas para o teu trabalho.

No campo da tecnologia, por exemplo, estas certificações podem fazer toda a diferença, sobretudo se forem emitidas por entidades reconhecidas. Só esse dado pode garantir-te um salário melhor.

A importância da experiência

Mas a experiência de trabalho também é um fator determinante na hora de avaliar o potencial de um trabalhador. Quanto maior e mais relevante for, mais reconhecimento obterás.

Essa experiência pode ser muito importante em certas profissões, como, por exemplo, no sector Financeiro, ou em cargos de responsabilidade como Gestor Executivo (CEO) e Administrador.

Porém, é importante que essa experiência não se vire contra ti – repara que a idade pode ser um problema no mercado de trabalho. As pessoas a partir dos 45 anos têm maiores dificuldades em serem contratadas do que pessoas mais jovens, apesar da sua larga experiência.

Por isso, se és uma pessoa com muita experiência, tente limitar o teu currículo aos últimos 15 anos, por exemplo.

Mas, para lá desse fator, a performance em trabalhos anteriores também é relevante na valorização do teu percurso profissional. Se conseguires demonstrar a um potencial empregador as tuas conquistas passadas, estarás a aumentar o teu valor de mercado.

Imagina que trabalhaste em Marketing e que conseguiste aumentar as vendas da tua empresa anterior numa certa percentagem. Isso será um trunfo e um diferencial perante a concorrência numa entrevista de emprego para um trabalho nesta área.

Assim, também valerás mais dinheiro porque existe a possibilidade de conseguires repetir esse sucesso na tua futura empresa.

Aproveita para ver: “Como fazer preparação para entrevista de emprego (10 dicas essenciais!)

Para lá destes fatores, também deves medir eventuais capacidades extra que tenhas, para lá das tuas qualificações académicas e da experiência.

Imagina que estás a tentar um emprego na área das vendas e que tens habilidades em Social Media ou em Análise de Dados / Data Analytics. Estas capacidades extra podem ser determinantes, valorizando o teu potencial de mercado – e, logo, o teu valor.

Como sei se o meu salário é justo?

Definir o valor de um salário justo pode não ser fácil. Às vezes, até é difícil avançar um valor realista que gostaríamos de ganhar!

Contudo, há várias formas de contornar essa dificuldade como podes descobrir com as dicas que se seguem…

1. Fala com os teus amigos e conhecidos

A forma mais fácil de perceber quais são os valores salariais praticados no mercado de trabalho é falar com colegas de profissão. É claro que isso pode não ser fácil, sobretudo se não tiveres grande proximidade com eles.

Mas se conheceres pessoas que trabalham na mesma área, deves sondá-las sobre o assunto. Não precisas de perguntar por valores específicos. Podes, simplesmente, sondar entre valores mais gerais, só para teres uma ideia mais real do que se passa.

2. Contacta organizações ou associações profissionais

Há profissões que têm Sindicatos ou associações representativas muito fortes e bem organizadas que podem ser uma excelente fonte de informação. Assim, podes contactá-las em busca de dados sobre as médias salariais praticadas.

De resto, há algumas entidades que até divulgam esta informação na Internet. E, assim, basta procurares nos seus sites.

3. Pesquisa o teu próprio emprego na Internet

Para lá das formas enunciadas, podes também fazer uma pesquisa em motores de busca como o Google. Desse modo, poderás encontrar vagas de emprego na tua área profissional e ter acesso, pelo menos, a um eventual patamar de salários praticados.

Repara que muitas ofertas de emprego não incluem dados sobre o ordenado. Mas outras, pelo contrário, indicam, pelo menos, valores indicativos mínimos e máximos.

Embora não fiques com uma ideia exata, sempre terás um patamar de análise interessante.

4. Busca informação em sites públicos

Se a tua profissão se enquadrar numa área de funções públicas, é mais fácil encontrar informações salariais por estarem em causa entidades do Estado.

Nesse caso, podes buscar dados em sites públicos, obtendo uma ideia muito clara dos salários praticados.

5. Usa ferramentas online

Há algumas ferramentas online que te podem ajudar a descobrir quanto ganham outras pessoas com uma experiência profissional semelhante à tua. Assim, podes, por exemplo, espreitar sites como o Meusalario, em Portugal, ou o Salariômetro no Brasil.

Além disso, há também empresas de recrutamento que costumam divulgar informações sobre os salários praticados no mercado de trabalho. Portanto, é só uma questão de procurar.

Outra boa ideia passa por procurar informação no Reddit, um site que, no fundo, é um combinado de fóruns em torno de diversos temas. Nestes fóruns, ou subreddits, só tens de encontrar a comunidade certa para abordares a questão do salário que se pratica na tua profissão.

Como calcular o meu valor de mercado?

Estes fatores expostos acima são importantes para tu perceberes qual é o teu valor de mercado, considerando o que é a realidade do mesmo e a tua própria capacidade e competência profissional.

Contudo, é preciso saber sistematizar esta informação para fazer um cálculo mais exato. Assim, um caminho nesse sentido pode passar por seguir este processo:

  • Pesquisa a média salarial praticada no mercado de trabalho
  • Calcula o custo de vida conforme a localidade onde residas
  • Avalia a tua experiência profissional
  • Tem em conta a tua situação presente (se estiveres desempregado há algum tempo, o teu valor de mercado será inferior do que se estiveres empregado em busca de um novo desafio)
  • Estuda bem o mercado e a necessidade, ou não, de profissionais na tua área
  • Coloca os pés no chão e não apontes a valores irrealistas.

Com estes dados todos em consideração, já podes ter uma ideia mais clara de quanto vales no mercado de trabalho.

São contas interessantes de se fazerem para valorizar as tuas capacidades, mas também para ficares numa posição mais favorável para conseguires o salário que mereces. Torcemos pelo teu sucesso!

Lê também: “7 dicas para mais confiança no trabalho (rumo à progressão na carreira)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Rolar para cima