Sabias que aquecer camas é uma profissão na Europa?

Aquecer camas é uma profissão

Sabes aquele ditado que diz para fazeres algo que adores e nunca terás de trabalhar um único dia na vida? E que tal aquecer camas como profissão? Achas que estamos a brincar? Nada disso, pois é uma profissão que começou a despontar em alguns hotéis…

A Hotelaria é um mercado cada vez mais exigente, pois há uma oferta crescente nessa área e consumidores mais exigentes. Portanto, os melhores hotéis do mundo apostam na melhoria do serviço ao cliente como o grande fator de vantagem sobre a concorrência.

Nesse âmbito, alguns hotéis começaram a contratar pessoas para aquecerem as camas dos hóspedes! É um novo passo na área da Hospitalidade em nome do bem-estar dos seus clientes.

Estás a imaginar aquelas noites frias de Inverno em que tens de te deitar em lençóis gelados? A sensação é arrepiante e, por isso, começaram a surgir os aquecedores de camas.

Esses profissionais são especializados no conforto dos outros e, portanto, contribuem para o bem-estar dos demais. Mas não é apenas caridade, pois pode ser uma profissão para alguns e nem é mal paga.

Repara que um aquecedor de camas pode ganhar algo como 200 mil dólares por ano, segundo o site LADbible – são cerca de 170 mil euros por ano ou mais de 1 milhão de reais!

Uma bolsa de água quente ou um cobertor elétrico são bem mais baratos, como faz questão de notar o site. Mas não têm a mesma graça.

Contudo, é preciso dizer que o valor é só indicativo, pois é provável que esses profissionais recebam valores muito diferentes, conforme o local onde trabalhem.

Aproveita para ler: Sabias que há apanha-bolas no golfe? E é uma profissão muito bem paga

Mas o que é aquecer camas como profissão?

Esses funcionários especiais de hotéis entram na cama dos hóspedes, uns minutos antes de estes se deitarem. Assim, a sua missão é aquecerem os lençóis para maior conforto dos felizes visitantes.

É preciso sublinhar que os aquecedores de camas usam uma espécie de pijama completo, ou seja, um macacão que lhes cobre o corpo todo. Portanto, o hóspede não tem de preocupar-se com o desagrado de ter a pele de um estranho a roçar nos seus lençóis.

“É como ter uma bolsa gigante de água quente na cama”, chegou a explicar à Sky News a porta-voz de um hotel Holiday Inn em Inglaterra.

O hotel começou a oferecer o serviço aos seus clientes para promover o seu bem-estar. Mas também é uma boa manobra de Marketing para divulgar a preocupação do espaço com o conforto dos hóspedes.

Por outro lado, Inglaterra está acostumada a estações bem geladas, o que pode ajudar a entender melhor essa aposta.

Porém, os especialistas do sono encontram razões científicas nessa estratégia, pois uma cama quentinha ajuda as pessoas a dormirem melhor. Ou, pelo menos, assegura que adormecem mais depressa – se não se incomodarem com a ideia de que um estranho lhes aqueceu a cama…

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Scroll to Top